Depois de meio ano, EBC anuncia solução provisória para Rádio Nacional da Amazônia

29 out

(Post originalmente publicado em 26/09/2017 na plataforma anterior e que, por um lapso, deixou de ser transcrito para a atual)

Depois de seis meses fora do ar, a direção da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) anunciou nesta terça-feira (26/09/17) uma solução provisória para a retomada das transmissões da Rádio Nacional da Amazônia. Segundo a EBC, a rádio volta ao ar em no máximo dois meses, ou seja, até o final de novembro.

A emissora é o principal meio de comunicação das comunidades ribeirinhas da Região Norte, um contingente de, no mínimo, 6 milhões de pessoas. No dia 20 de março passado, raios atingiram a estação de energia (veja fotos) que alimenta os dois potentes transmissores da emissora e, deste então, as transmissões se mantinham apenas pela internet ou por satélite, o que não atende à maioria dos ouvintes do interior da Amazônia.

DSCN0650

Em questionamento que fizemos à direção da empresa, fomos informados que os custos para recuperação da subestação estariam na casa dos R$ 4 milhões.

Nesta terça-feira, no entanto, foi anunciado que inicialmente será adotada uma solução alternativa. Um dos geradores de energia que atende ao transmissor de ondas médias em outra região de Brasília será levado para o Parque do Rodeador, onde estão os transmissores da Rádio Nacional da Amazônia.

A emissora completou 40 anos de atividades no último dia 1º de setembro fora do ar. Havia uma transmissão simbólica de 100 watts, mas que não podia ser efetivamente captada por ninguém pois, para se ter uma ideia da insignificância dessa potência, a rádio é autorizada a transmitir com 250 mil watts.

Importante lembrar que rádios e TVs que deixarem de transmitir dentro dos devidos parâmetros técnicos aprovados pelo Ministério das Comunicações podem ter suas outorgas cassadas.  Várias emissoras brasileiras que possuem canais em ondas curtas abandonaram as transmissões nos últimos anos.

DSCN0653

A notícia foi divulgada pela Agência Brasil, da EBC, às 12:45 desta terça-feira (26.09.2017). Diz o texto:

“A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) encontrou uma solução de baixo custo para retomar a transmissão plena da Rádio Nacional da Amazônia em no máximo 60 dias. Diante dos cortes orçamentários impostos pela crise ao conjunto da administração pública federal, a direção da empresa reuniu engenheiros especializados de seu quadro funcional em um grupo de trabalho (GT), para buscar uma alternativa à onerosa recuperação do parque de transmissão.

O grupo de trabalho foi constituído para responder, com criatividade, ao desafio de apresentar uma saída que coubesse dentro do orçamento da empresa. Dentre o conjunto de alternativas analisadas pelo GT, a direção da empresa optou pela solução emergencial que implica gasto imediato de apenas R$ 20 mil, com custo de manutenção da ordem de R$ 60 mil mensais. A solução definitiva de menor custo ficará em torno de R$ 980 mil.

As propostas que surgiram antes da criação do GT não se mostraram viáveis em razão do alto custo, que variava entre R$ 2,5 milhões e mais de R$ 6 milhões. Desde 20 de março, quando uma tempestade de raios em Brasília atingiu a subestação do parque transmissor, o sinal da Rádio Nacional da Amazônia deixou de cobrir a região Norte, em toda sua extensão.Para que a opção mais barata seja implantada, o caminho é transferir para o Parque Transmissor um dos três grupos geradores que compõem o sistema de energia emergencial da Rádio Nacional e da TV Brasil. A retirada de um único grupo gerador não compromete a capacidade do sistema, que ainda contará com dois grupos reserva.

A solução emergencial é resultado do empenho conjunto da direção e do corpo técnico da EBC, cientes da importância da emissora para o país e, em especial, para as comunidades isoladas da região amazônica. Tão logo as condições financeiras permitam, a engenharia dará sequência à solução definitiva, com a recuperação da subestação.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: